R$6
R$9
R$+
Group 21Group 22
14
Click outside or press esc to close

Os 03 caminhos que um desenvolvedor web pode tomar

By PROGRAMATICANDO

Last update at 04/09/20210

Olá! Seja muito bem vindo a mais um artigo, fico muito feliz em te ver por aqui.
Anteriormente escrevi alguns artigos para quem está pretendendo se tornar programador web, onde, no primeiro te ajudo a descobrir se a carreira de desenvolvimento web é para você, e no segundo te conto os 04 passos para se tornar um desenvolvedor web, se ainda não viu, recomendo dar uma olhadinha.
Hoje, gostaria de falar um pouco mais sobre os 03 caminhos que um desenvolvedor web pode tomar. Tenho certeza que vai ser um conteúdo bem esclarecedor, então, vamos lá!

01 - Desenvolvedor Front End

Primeiramente, o que é Front End? Se formos até o Google Tradutor e digitarmos o termo e pedirmos para traduzir do inglês para o português, teremos algo como "a parte dianteira", ou seja, Front End é aquilo que o usuário enxerga em um site ou sistema, a parte estética.
O profissional que deseja se especializar nessa área, terá que estudar alguns assuntos importantes, como UI (User Interface), que é a montagem da estrutura e interface com o usuário, e UX (User Experience), a experiência com a navegação do usuário e como deixar tudo mais fácil para o seu uso.
As principais tecnologias que deverão ser estudadas, serão: HTML, CSS e JavaScript (falo um pouco mais delas aqui nesse artigo). Claro que existirão outros contextos, como os frameworks, mas esse, já é um assunto para um tópico mais avançado. Talvez no futuro eu traga algo relacionado a isso.
De primeiro impacto, pode parecer que são poucas as coisas, porém, ao começar a estudar e conhecer mais de perto, você vai notar dezenas de outras "coisinhas" que te ajudarão ou não nessa jornada, e que se farão necessárias no meio da sua jornada.

02 - Desenvolvedor Back End

Acredito que você já deva imaginar o que esse desenvolvedor faça né!? Se não, não tem problema, vou te explicar agora! (kkkkk).
O desenvolvedor back end, é aquele responsável por desenvolver toda a lógica do negócio, fazer com o que o front converse com o servidor e traga as respostas, baseadas nas solicitações do cliente.
De modo geral, o desenvolvedor back end, não se preocupa com o front. Ele precisa apenas criar formas para realizar a comunicação entre o cliente e o servidor.
Algumas das tecnologias que você poderá estudar para atuar nessa área, são: PHP, Node.js, JAVA, Python, MySQL, PostgreSQL, dentre outras. Algumas das linguagens citadas, são de banco de dados (iremos tratar mais a fundo esse assunto em um futuro não tão distante kkkkk).
De forma análoga, o desenvolvedor back end, vai dar vida e criar funções em um sistema ou site. Ele irá criar o banco de dados, fazendo com que o sistema seja dinâmico; e irá implementar as regras de negócio, que farão com que todo o sistema tenha um sentido lógico e resolva os problemas da vida real.

03 - Desenvolvedor Full Stack

E por último, mas não menos importante, temos o desenvolvedor full stack. Esse aqui é o mais fácil de contextualizar, dado que já falamos do dois anteriores.
Imagine o seguinte, aquela pessoa que já aprendeu o front, e também já tem um certo domínio sobre o back end, e consegue tranquilamente trabalhar com as duas partes, é a ela a quem atribuímos o título de desenvolvedor full stack.
De forma simplificada, se um desenvolvedor consegue criar e manter qualquer uma das etapas da construção de um site ou sistema, desde a parte de layout (front end) até a parte da programação do lado do servidor (back end), esse é um desenvolvedor full stack.

Minhas Considerações

Nesse artigo preferi não me estender muito, dado que o assunto é bem teórico, e muita gente acaba não lendo até o final, logo, esse foi um conteúdo um pouquinho menor do que a maioria que eu posto aqui.
Com relação a qual caminho seguir, isso vai variar muito de pessoa a pessoa. Se você tem mais afinidade com design, talvez o front end seja mais indicado para você; se você não é tão bom com layout e gosta mais de código, o back end, com certeza é o caminho; agora se curtir os dois, minha sugestão é se tornar full stack.
Não há certo ou errado, há aquilo que mais faz sentido para você. Todas as áreas, quando o profissional tem bons conhecimentos, a remuneração também é bem bacana.
Prova disso, é só fazer uma pequena busca em algum site de vagas (como a Catho) e você verá inclusive as tecnologias que as empresas estão buscando, bem como, os valores que estão sendo pagos também.
Espero sinceramente que você tenha gostado e que esse conteúdo tenha sido útil de alguma forma. Caso positivo, não se esqueça de dar um ping aí nessa raquetinha no lado esquerdo da página, pois isso, me mostrará que você está gostando e me motivando a escrever mais!
Até a próxima, valeu!!!